Conheça a Catherine Fine Teas

Uma marca que une hábito, renascimento pessoal, história do chá e beleza. Essa é a Catherine Fine Teas.

De DNA catarinense/paranaense, foi criada por Ana Carolina Delai, uma querida de 23 anos, sommelière de chás e tea blender, que tem vontade de perfumar cada cantinho do mundo.

Ana conta que em casa, desde pequena, sempre teve o hábito de consumir infusões, “até na mamadeira!”. A família, que tem plantação de erva-mate em casa, até hoje se reúne em volta do chimarrão para começar os dias, dividindo planos e sonhos.Formada em Direito, Ana não se identificou muito com a profissão; resolveu, então, se reinventar, unir um bom hábito à vontade de empreender. Após fazer vários cursos na área de chás, criou a marca Catherine Fine Teas.

O nome foi inspirado em parte da importante história do chá no Ocidente. A princesa portuguesa Catarina de Bragança, ao se casar com o Rei inglês Carlos II, levou como dote terras da Índia e um baú de chás. A partir daí, nossa bebida favorita começou a se espalhar pela corte, com participação de outros importantes personagens, até chegar a nossas casas, do jeito real-oficial que a gente gosta.

A marca tem, além de chás especiais pesquisados em todo o mundo, uma linda identidade visual, capricho em louças e acessórios desenvolvidos com exclusividade para Catherine. Os infusores com pendentes de porcelana pintados à mão, os copinhos de cerâmica e as garrafas térmicas de louça são um charme! Há também perfumes de ambientes e velas com aromas inspirados nos sabores que habitam os mágicos pacotinhos das prateleiras.

Na última temporada da Casa Cor do Paraná, a Catherine, que só existia virtualmente em loja eletrônica, se vestiu de loja temporária para mostrar ao público seu conceito lindo e delicado. Entre paredes verdes e rosadas, muitas flores e sucesso de público, realizou eventos (como a apresentação de drinks com seus blends) e deixou gostinho de “quero mais” com o fim da mostra. Já queremos Catherine em cada Casa Cor do Brasil!

Se você ainda não conhece a marca, dê uma espiadinha no site. Lá, você encontra a história por trás dos produtos, receitinhas com chás (quem aí quer a dos drinks?) e, claro, os produtos – chás e acessórios – capazes de tornar seu #momentomágico muito mais bonito e delicado.

Ah, preciso dizer que a Catherine fará seu primeiro aniversário em agosto. E surpresas incríveis virão por aí… Não percam a linda Ana e sua Catherine de vista. Quem avisa, amigo é!

Que tal me acompanhar também pelo Instagram ou Facebook? Lá estão as imagens que ilustram na prática tudo o que falamos por aqui, feitas a partir do meu #momentomágico: @chazeira (insta) ou @eloinachazeira (face) . Nos vemos lá, pra não morrermos de saudade até a próxima quinta!

Os 10 Mandamentos do Chá

As pessoas frequentemente me perguntam sobre a maneira certa de se preparar uma boa xícara de chá. E eu tenho muita dificuldade para responder a esta pergunta. O meu paladar pode reagir diferente do seu a um tipo de preparo… E a gente já sabe que nossas preferências sensoriais têm muito a ver com memórias afetivas também.
De qualquer forma, há um consenso de preparo para paladares ocidentais, que trago agora para você, de uma forma mais lúdica, por assim dizer!

Com você, para você, os DEZ MANDAMENTOS DO CHÁ!

1. Prepararás o momento com o teu coração – Cada momento é único e especial, jamais se repetirá da mesma forma, já dizem os japoneses. Então, por que não prepará-lo com amor? Seja para você mesmo, seja para agradar a quem você escolheu como companhia, coloque personalidade na ocasião. Capriche no seu cantinho do chá, na escolha do que vai tomar ou servir, mesmo que o faça por cinco minutos. Um tempinho de cuidado faz a vida valer a pena!

2. Colocarás atenção em cada detalhe
O chá, como qualquer preparo culinário, demanda certo cuidado na produção. Bora praticar a atenção plena? Nada de deixar as folhinhas em infusão enquanto faz a tarefa com as crias ou toma banho; nem pegar o primeiro saquinho que estiver pela frente. Escolha com cuidado o sabor do dia, de acordo com seu humor; analise as folhas, cor, formato e aroma; prepare-se para estar ali, em corpo, alma e sentidos. Nosso menino chá gosta de ser pajeado e observado, para se mostrar em sua melhor versão!

3. Não desperdiçarás nem murrinharás – Nos concentremos no chá, a estrela do momento. E na água, mineral ou filtrada, para fazer nosso menino nadar em águas cristalinas. O ideal é que a gente use de 2-3g ou uma colher de chá (medida culinária mesmo!) para cada 250-300ml de água. Exagerou nas folhas? Pode ser que fique forte… Economizou? Insosso. Então se ligue, medida na mão para ser feliz!

4. Cuidarás da temperatura com devoção – O nosso paladar tende a rejeitar sabores muito amargos, por exemplo; por outro lado, algumas famílias de chás liberam muuuuuuito tanino – relacionado ao amargor – se submetidos a temperaturas muito altas. Assim, para que o resultado seja mais prazeroso, as embalagens costumam trazer uma indicação de temperatura de água para cada chazinho, testada pelos produtores. Use uma chaleira com termostato, termômetro ou essa tabelinha abaixo para controlar o calor a ser aplicado. Eu “agarantcho”: vai fazer toda a diferença “nos finalmentes”!

5. Controlarás o tempo de infusão – Além da temperatura, o tempo de infusão é bem importante para obtermos a xícara perfeita. Se na embalagem há indicação de se manter as folhas na água por 2 minutos, que tal observar esse tempo? Começou a verter a água sobre as folhas, pode dar o start no contador. Ao término da contagem, basta separar as folhas da água para ser feliz!

6. Darás espaço para que as folhinhas se abram – Em contato com a água, as folhinhas absorvem o líquido e aumentam de tamanho; para que liberem seus melhores aromas e sabores, elas precisam de espaço. Assim, se usar infusores no preparo de seu chá, dê preferência aos de maior tamanho.

7. Guardarás todo o aroma para o momento da degustação – Enquanto as folhas estiverem em infusão, o ideal é que estejam em recipiente tampado; os aromas são muito voláteis e se dissipam muito facilmente no ar. Então, tampinha ou abafador sobre o líquido até a hora de beber garantem um resultado mais rico em aromas, para encantar seu olfato e, em seguida, paladar!

8. Experimentarás ao menos uma segunda infusão – Chás de boa qualidade rendem, no mínimo, uma segunda infusão. Depois de usar as folhas uma vez, guarde-as e tente colocá-las na água uma segunda vez – dentro do mesmo dia, tá? Observe as diferenças entre as infusões, cor de licor, potência de aroma e sabor. É divertido!

9. Não terás preconceito – Como a gente quer mesmo é descobrir sabores novos, vamos provar de tudo! Chá a granel, puros, blends, saquinhos de papel ou piramidais… Vale tudo! Bom mesmo é descobrir o chá que mais vai agradar ao seu paladar.

10. Serás feliz até a última gota – O chá, para mim, serve para tanta coisa… Para beber, para confortar, para reunir, para celebrar. E para fazer a gente feliz! Então, mãos à obra e água na chaleira. Um universo de sabores e momentos estão bem aí, à sua espera, para que aquele calorzinho no coração se transforme em ocasião de pura felicidade!

Esses são os meus mandamentos… Mas quem disse que sou dona da verdade? Se você tiver uma dica maravilhosa, uma sugestão para tornar o #momentomágico ainda mais incrível, que tal compartilhar comigo? Podemos fazer essa listinha crescer, para fazer o mundo feliz com muito chá bem feito! 🙂

Não se esqueça de compartilhar suas experiências chazísticas comigo, aqui ou pelas redes sociais, no Instagram (@chazeira) ou na página do Facebook (Chazeira – Eloína Telho). Vamos nos encontrando de todo jeito, para não morrermos de saudades até a próxima quinta, ok?

Dez beijos chazeiros, um para cada mandamento! 🙂