Os 10 Mandamentos do Chá

As pessoas frequentemente me perguntam sobre a maneira certa de se preparar uma boa xícara de chá. E eu tenho muita dificuldade para responder a esta pergunta. O meu paladar pode reagir diferente do seu a um tipo de preparo… E a gente já sabe que nossas preferências sensoriais têm muito a ver com memórias afetivas também.
De qualquer forma, há um consenso de preparo para paladares ocidentais, que trago agora para você, de uma forma mais lúdica, por assim dizer!

Com você, para você, os DEZ MANDAMENTOS DO CHÁ!

1. Prepararás o momento com o teu coração – Cada momento é único e especial, jamais se repetirá da mesma forma, já dizem os japoneses. Então, por que não prepará-lo com amor? Seja para você mesmo, seja para agradar a quem você escolheu como companhia, coloque personalidade na ocasião. Capriche no seu cantinho do chá, na escolha do que vai tomar ou servir, mesmo que o faça por cinco minutos. Um tempinho de cuidado faz a vida valer a pena!

2. Colocarás atenção em cada detalhe
O chá, como qualquer preparo culinário, demanda certo cuidado na produção. Bora praticar a atenção plena? Nada de deixar as folhinhas em infusão enquanto faz a tarefa com as crias ou toma banho; nem pegar o primeiro saquinho que estiver pela frente. Escolha com cuidado o sabor do dia, de acordo com seu humor; analise as folhas, cor, formato e aroma; prepare-se para estar ali, em corpo, alma e sentidos. Nosso menino chá gosta de ser pajeado e observado, para se mostrar em sua melhor versão!

3. Não desperdiçarás nem murrinharás – Nos concentremos no chá, a estrela do momento. E na água, mineral ou filtrada, para fazer nosso menino nadar em águas cristalinas. O ideal é que a gente use de 2-3g ou uma colher de chá (medida culinária mesmo!) para cada 250-300ml de água. Exagerou nas folhas? Pode ser que fique forte… Economizou? Insosso. Então se ligue, medida na mão para ser feliz!

4. Cuidarás da temperatura com devoção – O nosso paladar tende a rejeitar sabores muito amargos, por exemplo; por outro lado, algumas famílias de chás liberam muuuuuuito tanino – relacionado ao amargor – se submetidos a temperaturas muito altas. Assim, para que o resultado seja mais prazeroso, as embalagens costumam trazer uma indicação de temperatura de água para cada chazinho, testada pelos produtores. Use uma chaleira com termostato, termômetro ou essa tabelinha abaixo para controlar o calor a ser aplicado. Eu “agarantcho”: vai fazer toda a diferença “nos finalmentes”!

5. Controlarás o tempo de infusão – Além da temperatura, o tempo de infusão é bem importante para obtermos a xícara perfeita. Se na embalagem há indicação de se manter as folhas na água por 2 minutos, que tal observar esse tempo? Começou a verter a água sobre as folhas, pode dar o start no contador. Ao término da contagem, basta separar as folhas da água para ser feliz!

6. Darás espaço para que as folhinhas se abram – Em contato com a água, as folhinhas absorvem o líquido e aumentam de tamanho; para que liberem seus melhores aromas e sabores, elas precisam de espaço. Assim, se usar infusores no preparo de seu chá, dê preferência aos de maior tamanho.

7. Guardarás todo o aroma para o momento da degustação – Enquanto as folhas estiverem em infusão, o ideal é que estejam em recipiente tampado; os aromas são muito voláteis e se dissipam muito facilmente no ar. Então, tampinha ou abafador sobre o líquido até a hora de beber garantem um resultado mais rico em aromas, para encantar seu olfato e, em seguida, paladar!

8. Experimentarás ao menos uma segunda infusão – Chás de boa qualidade rendem, no mínimo, uma segunda infusão. Depois de usar as folhas uma vez, guarde-as e tente colocá-las na água uma segunda vez – dentro do mesmo dia, tá? Observe as diferenças entre as infusões, cor de licor, potência de aroma e sabor. É divertido!

9. Não terás preconceito – Como a gente quer mesmo é descobrir sabores novos, vamos provar de tudo! Chá a granel, puros, blends, saquinhos de papel ou piramidais… Vale tudo! Bom mesmo é descobrir o chá que mais vai agradar ao seu paladar.

10. Serás feliz até a última gota – O chá, para mim, serve para tanta coisa… Para beber, para confortar, para reunir, para celebrar. E para fazer a gente feliz! Então, mãos à obra e água na chaleira. Um universo de sabores e momentos estão bem aí, à sua espera, para que aquele calorzinho no coração se transforme em ocasião de pura felicidade!

Esses são os meus mandamentos… Mas quem disse que sou dona da verdade? Se você tiver uma dica maravilhosa, uma sugestão para tornar o #momentomágico ainda mais incrível, que tal compartilhar comigo? Podemos fazer essa listinha crescer, para fazer o mundo feliz com muito chá bem feito! 🙂

Não se esqueça de compartilhar suas experiências chazísticas comigo, aqui ou pelas redes sociais, no Instagram (@chazeira) ou na página do Facebook (Chazeira – Eloína Telho). Vamos nos encontrando de todo jeito, para não morrermos de saudades até a próxima quinta, ok?

Dez beijos chazeiros, um para cada mandamento! 🙂

10 opções de presentes com chás para as mães

Voltei da China, queridos! Cheia de novidades e ainda digerindo um monte de informações de dias incríveis. Mas não se preocupem, logo elas estarão aqui, especialmente anotadinhas e divididas com vocês, chazeir@s desse Brasil! Essa semana tem dia das mães. E como eu sei que há muitas mamães chazeiras espalhadas por aí, separei algumas dicas de presentes bem chazísticos, pra enfeitar o #momentomágico. Vamos lá?

1) Catherine Fine Teas – A marca curitibana, que é de uma fofura sem fim, preparou kits de chás e infusores, chás e xícaras. A identidade visual da marca já é um presente para os olhos. Aliada a chás e lindezas… Marca ponto com a mamãe!

2) Moncloa Tea Boutique – A marca, com lojas por todo o Brasil e duas em Brasília, nunca decepciona. Os kits têm os utensílios sensacionais tradicionais, combinados a chás em versões menores. Adorei!

3) Adorável Chá – A adorável criadora da marca, Bia, caprichou nos presentinhos prontos. Seus blends autorais fazem sucesso, aliados a jogos de porcelana bem fofinhos. De Brasília.

4) Tê blends e infusões – Caixinhas com cookies e infusores artesanais são uma explosão de fofura, tudo produzido pela marca brasiliense. Pra completar, porcelanas da Potira Pottery, de Curitiba, chegaram essa semana para deixar os kits ainda mais especiais.

5) Mezcla Chá – De DNA paulistano, investiu na personalização do presente. Já pensou dar para a sua mãe um blend com o nome dela? Chique demais!

6) Tea Shop – Aqui, é você quem monta o kit, com os chás favoritos. A embalagem é especial. Duas lojas em Brasília, duas e Goiânia e mais um monte por todo o Brasil… Além do e-commerce, claro.

7) Talchá– A famosa loja de chás paulistana criou um blend especial para a data, com cheirinho de amor pelas mamães.

8) Camellia Chás– Em Belo Horizonte e via e-commerce, a marca tem sempre ótimas opções de presentes. Das minhas opções favoritas: chá verde sencha, pra ser feito nesse bule kyusu e servido nos copinhos de carpa.

9) Dedo Verde Hora do Chá – As embalagens dessa marca de Belo Horizonte já são um presente. Infusões cultivadas em sistema agroecológico, infusores reutilizáveis e canecas fazem a alegria da mamãe mais natureba.

10) Eaux Parfums – Além das fragrâncias da marca goiana, que são um sucesso absoluto, a marca agora conta com blends de chás e infusões, tudo inspirado nas notas dos perfumes. Há kits também com as porcelanas incríveis, pintadas manualmente por Regina Rocha Lima.

Nota: eu desenvolvi as misturas… Que tal provar para me contar se estão aprovados?

Tem opção para todo gosto. E para todo bolso! Já escolheu o seu favorito?

Não se esqueça de compartilhar suas experiências chazísticas comigo, aqui ou pelas redes sociais, no Instagram (@chazeira) ou na página do Facebook (Chazeira – Eloína Telho). Vamos nos encontrando de todo jeito, para não morrermos de saudades até a próxima quinta, ok?

Um beijo bem afetuoso, com cheirinho de colo de mãe!

Cookie de Matchá

Tô aqui pela China, minha gente, tomando todo chá do mundo, anotando muita coisa pra compartilhar loguinho. É claro que você está aqui comigo! De qualquer modo, pra gente não morrer de saudade, hoje tem mais uma receitinha esperta de cookie de matchá da Sarinha, lá do Amika Coffee House, pra encerrar uma super trilogia de sucesso. Dá o print pra já aproveitar e fazer nesse feriadão de Páscoa!

Cookie de Matchá, por Amika Coffee House

Ingredientes:
160g de manteiga
110g de açúcar mascavo
160g de açúcar cristal
2 ovos
1 colher de chá de extrato de baunilha (opcional)
330g de farinha de trigo
18g de Matcha
5g colher de chá de bicarbonato de sódio
5g colher de chá de fermento (opcional) – uso porque gosto do cookie mais fofinho
Pitada de sal (opcional)
200g de chocolate branco picado ou em gotas
Modo de preparo:
Colocar no bowl da batedeira a manteiga em temperatura ambiente, o açúcar mascavo e o açúcar cristal. Deixar bater até clarear.
Colocar os ovos, um por vez, batendo até incorporar bem (nesse momento colocar o extrato de baunilha, se desejar).
Separadamente, peneirar a farinha, o matchá, o fermento e o bicarbonato (e o sal, se desejar). Colocar os secos aos poucos na batedeira em velocidade baixa, batendo com a raquete da batedeira e deixando a mistura ficar homogênea.
Por último, incorporar o chocolate branco e misturar.
Por fim, fazer as bolinhas com a mão e, se for chocólatra como eu, colocar mais umas gotinhas de chocolate branco por cima antes de ir ao forno.
Assar por 10 a 12 minutos (dependendo do forno), em forno pré-aquecido a 180ºC.

Obs: para uma versão vegana, você pode substituir a manteiga por manteiga vegana ou óleo de coco; o chocolate branco por amêndoas; os ovos por leite de amêndoas.

Nem preciso de dizer que a receita tem tudo pra ser sucesso de público e crítica, né? E pra você babar mesmo, dá uma passadinha nas redes sociais do Amika Coffee House pra ver as delícias que eles fazem por lá!

Enquanto você experimenta essa maravilha, vou passeando por aqui. Até a volta, se quiser me acompanhar pelo Instagram ou Facebook, lá estão as imagens que ilustram na prática tudo o que falamos por aqui, feitas a partir do meu #momentomágico: @chazeira (insta) ou @eloinachazeira (face) . Apareça por lá, pra não morrermos de saudade até a próxima quinta, certo?
Beijos de Páscoa e Matchá!💚

6 lugares de chá em Florianópolis

Quem acha que Florianópolis é feita apenas de praia está por fora… Tem renda de bilro, azulejo pintado manualmente, ostra manhã/tarde/noite, antiquários lindos, magia, gente querida e, claro, chá! Pra lhe mostrar os cantinhos de chás lindos que encontrei por lá, tá aqui o textinho de hoje, pra você se animar e correr pra lá!

1. Tea 1401 – Uma casa de chá toda moderninha, em Palhoça/grande Florianópolis, comandada por mãe e filha – Jaqueline e Larissa – que faz valer a viagem.

O chá está nas xícaras, mas também nos pratos e sobremesas.

Provamos milk shakes de Masala Chai e Rooibos com banana, baunilha e canela, que acompanharam nossos sanduíches – Ricota e Espinafre (pão sete grãos, ricota com espinafre refogado com chá, tomate cereja e alface) e Lombo com Geleia de Chá de Abacaxi e Pimenta (pão australiano, lombo defumado com geleia de chá de abacaxi e pimenta dedo de moça, broto de alfafa e pasta de cream cheese, alho poró no Lapsang Souchong).

Terminamos com tortas de Masala Chai e Earl Grey, além, claro, do gosto de quero mais que veio na sacolinha, já que garantimos brownies para o café de amanhã. Se mais tempo – e espaço no estômago! – tivesse, mais teria provado.

2. Amoriko – Foi na beira do mar que encontrei uma dupla fantástica, das minhas favoritas: chá e brigadeiro! A Amoriko adivinhou meus desejos de doce com um chazinho no meio de tarde. E com Ribeirão da Ilha ao fundo, fez tudo ficar mágico.


A torta do marido – massinha de biscoito, brigadeiro de pistache e cobertura de chantilly e amora – está no ranking das melhores experiências da vida. Fui de brigadeiros de capim limão e tradicional.
Descobri também que a infusão quente escolhida, de maçã e canela, é a preferida dos clientes. E entendi o motivo.
Ah, eles tem outra loja na Ilha, no Centro, tão fofa quanto.

3. Krone Café e Padaria – Mate gelado com nibs de cacau, coco e anis estrelado, que combina com torta de banana, chocolate e queijo quark, que combina com sol quente e céu azul, que combina com o charme de Ribeirão da Ilha, que combina com querer ficar mais e mais e mais em Floripa. Foi aqui que provei e me apaixonei pelas misturas da Matequero/Inovamate.

4. Mayra Pauli – Minha escolha para almoço-sobremesa-chá-da-tarde com tudo o que tinha direito.


Uma casa de chá em estilo europeu, com louças lindas, inglesas e da Tânia Bulhões, serviço impecavelmente gentil (beijo, Marcelo! Um fofo!), chás e infusões da Talchá, quiches, sanduíches e sobremesas de sabor sem igual. O ambiente é bem clássico, mas bastante acolhedor. Para beber, escolhi dois bules de chá – verde, Detox, e preto, Earl Grey -, além de ter provado milhões de comidinhas. O macaron de especiarias é inesquecível.

5. Café Cultura – Uma rede de cafés que está presente em cada canto de Florianópolis, do aeroporto até a Lagoa. Aqui, fui de chá gelado (chá verde, chá branco, laranja e hortelã), pra refrescar a vontade de praia! Eles também vendem utensílios da Hario e blends de chá da casa.

6. Angeloni – Você pode achar bons chás no mercado, olha que alegria! Na Rede Angeloni, sachês piramidais brilham nas prateleiras, das marcas Alma e Riston.

Pronto! Tá tudo aí, pra você curtir Floripa, toda a magia da Ilha, e ainda se embebedar de chá. Já tem um monte de bons motivos pra se programar e conhecer vários cantinhos de lá, hein?

Que tal usar a #chazeira também, pra eu te encontrar nas redes sociais? Ah, se quiser me acompanhar pelo Instagram ou Facebook, costumo postar umas imagens que ilustram na prática tudo o que falamos por aqui, feitas a partir do meu #momentomágico: @chazeira (insta) ou @eloinachazeira (face). Te espero lá, pra não morrermos de saudade até a próxima quinta, certo? 🙂

Beijocas chinesas (ainda tô na China, gente!) e de chá! 💚

Brigadeiro vegano de matchá

O chá verde matchá, aquele velho conhecido que se apresenta em pó, moidinho, cheio de propriedades maravilhosas e agora super na moda da culinária em geral, também conquistou o coração da Sarinha, lá do Amika Coffee House. E desde que ela postou fotos de um brigadeiro vegano, feito com ele para um dos seus workshops de Fortaleza, tô atazanando a menina pra conseguir a receita… Rs!

E olha quem tá aqui todo lindo no texto de hoje? Ele, o Brigadeiro Vegano de Matchá! E é tão gostoso, tão gostoso, que até quem não é vegano vai querer fazer. Bora anotar?

A foto também é da Sarah, do Amika. A menina é só talento!


Brigadeiro Vegano de Matchá

Ingredientes:

1 litro de leite de amêndoas (algumas marcas são bem ruins, então, se puder, faça seu próprio leite de amêndoas)

250g de açúcar demerara
10g de Matchá – cerimonial ou culinário
1 colher de manteiga vegana (opcional, só para dar um bilho extra)Morangos e amêndoas para decorar

Modo de preparo:

Coloque na panela o leite de amêndoas e o açúcar, deixar ferver até reduzir bem, sempre mexendo (em torno de 30 min). Quando já estiver grossinho, tire do fogo e coloque o Matchá, misturando com espátula/pão duro até desmanchar todos os gruminhos. Volte para o fogo e, nesse momento, coloque a manteiga vegana. Mexa em fogo médio até desgrudar da panela, como o brigadeiro tradicional.

Coloque em um prato para esfriar ou deixe amornar na panela. Para servir, coloque em copinhos (eu acho mais prático e bonito). Se for fazer as bolinhas tradicionais, você pode cobrí-las com amêndoas ou Matchá. Se for fazer os verrines, pode decorar com morangos e amêndoas.


Fácil, prático, lindo e diferente, para dar aquele charme extra a qualquer ocasião. Aproveite que a Tea Shop está fazendo uma ação de venda de Matchá! Ou corra logo para a Moncloa, que também trabalha com o produto. Se optar pelo Matchá culinário, a Mikami, em Brasília, tem uma boa opção! Os mercados da Liberdade, em São Paulo, também! 🙂

Me conte o resultado da receita? Que tal usar a #chazeira também, pra eu te encontrar nas redes sociais. Ah, se quiser me acompanhar pelo Instagram ou Facebook, costumo postar umas imagens que ilustram na prática tudo o que falamos por aqui, feitas a partir do meu #momentomágico: @chazeira (insta) ou @eloinachazeira (face). Te espero lá, pra não morrermos de saudade até a próxima quinta, certo? 🙂

Beijocas chinesas (tô na China, gente!) e de chá! 💚🇨🇳

Marcas de chá de Brasília

Há três anos, em Brasília, penávamos um pouquinho para encontrar bons chás… Até que grandes franquias – Tea Shop e Moncloa – chegaram e conquistaram nossos corações.

Agora, mais opções surgem… Inclusive “made in Brasília”! Vamos conhecê-las? 🙂

1. Tê – marca da queridíssima Vanessa Barth, que já foi aluna da Escola de Chá Embahú, e quer plantar a ideia “de que todo mundo pode tomar chá, de forma simples, acessível”. A Té importa chás puros e blends bem simpáticos e imprime a sua carinha em fotos, rótulos e divulgação. O menu é bastante completo e você pode adquirir diretamente pelas redes sociais ou na loja Boutique das Delícias, um empório super legal na CLN 113. Ótima opção para descobrir novos sabores, hein? Dica: prove o Rooibos verde! 🙂

2. Adorável Chá – o nome da marca tem tudo a ver com a dona, Maria Beatriz, a Bia, que é adorável de verdade. Ela iniciou a caminhada no mundo dos chás revendendo as marcas “Chá Contigo” e “Tea and Art” no Mercadinho Brasília e, agora, se arrisca em criações próprias, inspiradas nas estações do ano. Há algumas semanas, lançou a coleção “Outono”, que conta com cinco blends autorais e artesanais. Disponível pelo instagram e em feiras e eventos especiais da cidade. Fique ligado! Minha sugestão: “Aroma de outono”, com chá preto, nibs de cacau e blueberry.

Conhece alguma marca de chás e infusões aqui de Brasília que merece ser compartilhada? Deixe aqui nos comentários a sua dica, pra todo mundo conhecer! No boca-a-boca, a gente faz o caminho do chá crescer, pra mais gente andar com a gente por aí. Que tal?

Nas próximas semanas, vou bem ali na China, aprender um pouco mais sobre nosso assunto do coração, mas em maio tô de volta. Até lá, já deixei alguns textinhos a serem publicados, pra gente não morrer de saudade, tá? Então, não estranhem se eu demorar a responder…

Até a volta, se quiser me acompanhar pelo Instagram ou Facebook , vou postar – no tempo que a Grande Muralha deixar – imagens das aventuras chinesas que tenham a ver com nosso #momentomágico; só checar no @chazeira (insta) ou @eloinachazeira (face) . Te espero lá, pra não morrermos de saudade até maio, tá?

Beijos e bons chazinhos. Logo volto, com sotaque chinês! 🙂

Vamos falar de chá?

O chá, para mim, é amor. Repito isso o tempo todo porque é no que acredito. E quando falo de chá, só reafirmo os caminhos de afeto que percorri até chegar nesse estágio, de relacionamento sério e duradouro com a bebida.
Tudo começou com um exemplar de “Alice no País das Maravilhas”, que ganhei quando criança de uma tia querida. Não parava de me imaginar Alice, naquela mesa louca, com um Chapeleiro Maluco. O chá era a poção mágica que coloria as páginas e aquecia a minha imaginação!

Já adolescente, escolhi a terra Natal de Alice, Oxford, como destino de intercâmbio. Em um lugar diferente, longe de pai e mãe, em busca de identidade, meu coração era aquecido por finais de tarde de chá preto com leite, de cuidado e atenção da minha “mãe inglesa”, em conversas intermináveis e deliciosas.

Adulta, fui apresentada à Índia, por e com gente muito especial. Com os aromas daquele lugar impregnados em minha alma, mergulhei no Chai, descobri outro mundo, viagem sem volta. Comecei a buscar a origem dos chás e notar que se confundia com a origem das civilizações.

Percebi que o que chamo de “momento mágico” é, na verdade, um momento de amor- próprio, de autoconhecimento, e a quem será servido (o que é mais nobre do que o ato de servir?). 

Por isso, agora, em uma nova etapa dessa viagem ao mundo dos chás. Quero compartilhar com você esse amor, que começa numa paquerinha despretensiosa, mas tem tudo para virar casamento feliz.

Vamos falar de chá?